40 medalhas “National Medals” – Destaque em Janeiro 2020

Série de 40 Medalhas “National Medals”

 

James Mudie (1779-1852), 1820

Artistas britânicos e franceses

Londres, Inglaterra

Prata / Módulo (diâm.): 41mm / Peso: 30 -40 gr

Cunhagem: Thomasons Factory, Birmingham, Inglaterra

Caixa: Cabedal, veludo, seda e madeira

 

Série de 40 medalhas em prata, comemorativa das vitórias inglesas nas batalhas napoleónicas durante o reinado de Jorge III fabricada, sob direção de James Mudie, em Birmingham, em 1820.

A série é apresentada numa caixa em forma de livro contendo no interior dois tabuleiros com 20 medalhas cada, sendo acompanhada de uma publicação e dos prospectos de venda.

 

As medalhas:

A iniciativa de criação deste conjunto partiu do escocês James Mudie que convidou reconhecidos artistas para desenharem cada medalha.

James Mudie Esq. (1779-1852) começou a carreira como militar em Inglaterra, depois de ter sido desmobilizado em 1810 trabalhou numa livraria porém, após um projeto falhado, tanto a livraria como Mudie declararam falência. Devido às dificuldades financeiras, Mudie aceitou um cargo na Nova Gales do Sul na Austrália para onde se mudou com a família em 1822, tendo atuado como um duro Juiz de paz em Maitland. Devido a diversos problemas provocados pelo seu mau génio, regressou brevemente a Inglaterra em 1837 e voltou à Austrália em 1840, regressando definitivamente a Inglaterra dois anos depois onde ficou até à sua morte em 1852.

Os dados biográficos de James Mudie não são esclarecedores quanto ao projeto de produção desta série de medalhas sendo uma incógnita quais as suas motivações, qual o financiamento (terá sido a livraria onde trabalhava?) ou qual o resultado financeiro do projeto. A propósito da iniciativa, sabe-se que a empreendeu a solo em 1820, que contratou famosos medalhistas da época, que recorreu à fábrica de Thomason em Birmingham obtendo assim uma chancela de qualidade e que teve bastantes subscritores. O projeto envolveu certamente altos custos entre o material envolvido, a contratação de artistas e a produção em Birmingham mas parece ter tido aderência por parte do público como tal ficam por esclarecer as razões do desaire financeiro que o levou a partir para a Austrália logo em 1822.

O processo de fabrico passando pela escultura, gravura e cunhagem foi levado a cabo na fábrica Thomason em Birmingham. Sir Edward Thomason (c.1769-1849), um inventor e fabricante de Birmingham, começou como aprendiz de Mathew Boulton (1728-1809) na prestigiada manufatura fundada por este em 1788, que produziu maquinaria pesada para a indústria com a ajuda de motores a vapor.  Tendo aí desenvolvido as suas capacidades, Thomason toma conta da fábrica de botões do pai em 1793. Sob a sua direção, a produção evoluiu, com grande êxito, para correntes de relógios, talheres, medalhas, fivelas de cintos entre muitos outros artigos em ouro, prata e bronze. Como inventor patenteou diversas invenções, entre elas um famoso saca-rolhas. Devido às muitas exportações para o estrangeiro, Thomason é nomeado vice-cônsul em Birmingham de vários países entre os quais Portugal.   https://research.britishmuseum.org/research/search_the_collection_database/term_details.aspx?bioId=45374

A série foi produzida em três versões: bronze, prata e ouro. As medalhas foram postas à venda em conjunto ou à peça, mediante subscrição. A série de bronze vendia-se por 20 Guinéus ou 10s. 6d. cada, em prata custavam 1 Guinéu cada ou 40 Guinéus a série e em ouro 600 Guinéus o conjunto ou 15 Guinéus cada. Diversos agentes tinham as medalhas à venda em Londres (Solomon Lewis and Co. no.2 New Street, Convent Garden) e por todo o país: York, Newcastle, Salisbúria, Edimburgo, Bath, Hull, Leeds, Oxford, Wakefield, Liverpool, Worcester, Dublin, Glasgow, Bristol, Manchester e Plymouth.

Existe ainda uma medalha extra, representando Lord Nelson, comemorativa das vitórias na Índia em 1819, fabricada em duas versões; a que faz parte da série com o nº VI (com o busto do general com uniforme) e a versão só com o perfil de Nelson, que se vendia à parte: https://artsandculture.google.com/asset/in-memory-of-lord-nelson-jean-pierre-droz-webb-james-mudie/CQG5G7xw_YKfng

Em geral as medalhas apresentam no anverso o perfil de militares ingleses como o General duque de Wellington, o General Beresford, o Tenente General Hill ou o Almirante Exmouth, existem ainda os perfis do rei Jorge III, do Príncipe Regente (Jorge IV) e a figura da Britânia bem como duas medalhas com o perfil de Napoleão Bonaparte. No verso (ou reverso) são representadas alegorias a batalha terrestres e navais bem como outros feitos das tropas inglesas, com as respetivas legendas e datas.

As medalhas são assinadas pelos seus autores cujos nomes surgem seguidos das abreviações em latim: “F.” significando fecit ou “S.” de sculpt. As medalhas são ainda assinadas por James Mudie que afirma a direção do projeto acrescentando à frente do seu nome a palavra direx: J. MUDIE “DIREX” ou a abreviatura “D.”.

Para além das assinaturas não existem quaisquer punções respeitantes ao material ou ao local de fabrico.

No decorrer do estudo desta série encontraram-se diversos exemplares de medalhas a solo e algumas séries completas de medalhas em bronze à venda no mercado porém não encontradas referências a séries ou peças singulares em prata ou ouro.

Exemplar com 40 medalhas, sem caixa, com livro – https://www.spink.com/lot/336001906

Exemplar com 40 medalhas e caixa – https://www.bonhams.com/auctions/17959/lot/464/

O único museu encontrado que possui uma série completa, em bronze, com publicação, é o Museu Nacional de Arte da Catalunha (https://www.museunacional.cat/en/stories-metal-art-and-power-european-medals ) sendo que o comum é existirem só algumas medalhas soltas, em bronze, mesmo em museus ingleses como é o caso do Museu Victoria & Albert: http://collections.vam.ac.uk/item/O157202/medal-medal-mudie-james/

 

As medalhas:

O conjunto da Casa-Museu encontra-se completo contando com as 40 medalhas, a caixa (a necessitar restauro), a publicação e os prospectos. A autenticidade das medalhas, a raridade desta série em prata, a qualidade do material e a existência da “embalagem” original bem como o excelente estado de conservação das peças em si, fazem desta série um conjunto raro e de excelência.

Medeiros e Almeida não se interessou por numismática mas deixou um espólio de cerca 100 medalhas comemorativas de personalidades e eventos sendo esta série a única que poderemos considerar com interesse numismático/medalhístico.

Descrição das inscrições nas medalhas:

Nº 1 Anverso: HOC AVSPICE ORBIS SALVIS MDCCCXVII MUDIE. D.(direx) WEBB. F.(fecit)  

Reverso: RELIGIONE FIDE ET CONSTANTIA MDCCCXVII DE PAULIS. F.(fecit) J. MUDIE D.(direx)

– Salvador do Mundo 1817 / Fé e Persistência 1817 (Dedicação a Jorge III)

 

Nº 2 Anverso: SETTLEMENT OF THE BRITISH AT BOMBAY MDCLXII DROZ F.(fecit) MUDIE D.(direx)

Reverso: THE FRENCH FLEET REPULSED BY THE E. I. COMPYª. XV. FEB. MDCCCIV MUDIE D. (direx) MILLS. F.(fecit)   

– Estabelecimento dos Ingleses em Bombaim 1662 / A frota Francesa repelida pela Companhia E.I. 15 Fev 1804

Anverso: O génio do oceano planta a bandeira britânica ou poder em Bombaim; cuja ilha é representada por um globo e a sua fertilidade pela cornucópia. O leopardo representa a Índia.

Reverso: A vitória obtida pela Companhia de Navios Mercantes Índia Este sobre o esquadrão francês é expressa por Neptuno segurando a figura da vitória.

in: AN HISTORICAL AND CRITICAL ACCOUNT OF A GRAND SERIES OF NATIONAL MEDALS, p.12

 

Nº 3 Anverso: EARL HOWE ADM l OF THE WHITE K. G. MUDIE D:(direx) W: WYON. F.(fecit)   

Reverso: FRENCH FLEET DEFEATED OFF USHANT VII SAIL OF THE LINE CAPTURED I. JUNE MDCCXCIV. MUDIE D.(direx) W. WYON. R:                                             

– Conde Howe Almirante of the White / Frota Francesa derrotada ao largo de Ushant (ilha francesa Ouessant) (?) linha capturada 1 Jun 1794 – Conde de Howe

 

Nº 4 Anverso: ADMIRAL EARL S.T VINCENT G.C.B. MILLS F.(fecit)  

Reverso: SPANISH FLEET DEFEATED. OFF CAPE S.t VINCENT XIV. FEB MDCCLXXXVII MUDIE D.(direx) BRENET. F.(fecit)                                                   

– Almirante Conde S.T. Vincent G.C.B. / Armada Espanhola derrotada ao largo Cabo de São Vicente 14 Fev 1797

 

Nº 5 Anverso: ADM. VISC. DUNCAN. MUDIE. DIR.(direx) WEBB F.(fecit)   

Reverso: DUTCH FLEET DEFEATED 9 SHIPS OF THE LINE CAPTURED II OCT. 1797 MUDIE D.(direx) W. WYON                         

– Almirante Visconde Duncan / A armada Holandesa derrotou 9 navios na linha de captura 2 Out 1797

 

Nº 6 Anverso: ADM. LORD NELSON MUDIE D.(direx) 

Reverso: NINE AUG 1798 COPENHAGEN. 2 APR 1801 TRAFALGAR 21 OCT 1805 DROZ. DEL YEC. MUDIE D.(direx)                                     

– Almirante Lord Nelson / 9 Ago 1798 Copenhaga. 2 Abr 1801 Trafalgar 21 Out 1805

 

Nº 7 Anverso: ADMIRAL SIR S SMITH MUDIE D.(direx) MILLS F.(fecit)   

Reverso: ACRE DEFENDED BONAPARTE REPULSED SYRIA SAVED XX. MAI MDCCLXXXIX BRENET F (fecit) MUDIE D.(direx)                                 

– Almirante Sir S.(idney) Smith / Acra defendida. Bonaparte rechaçado. Síria salva 20 Mai 1789

 

Nº 8 Anverso: LIEUT : GENL : SIR R: ABERCROMBY MUDIE DIR:(direx) WEBB F:(fecit)  

Reverso: ARRIVAL OF THE ENGLISH ARMY IN EGYPT 8 MARCH 1801.                                   

– Tenente General Sir R.(aplh) Abercromby / Chegada do exército inglês ao Egipto 1801

 

Nº 9 Anverso: MAJOR GEN. LORD HUTCHINSON MUDIE D.(direx) WEBB. F.(fecit)   

Reverso: EGYPT DELIVERED SEPT II MDCCCI DUPRES F.(fecit) MUDIE D.(direx)                                        

– Major General Lord Hutchinson / Tomada do Egipto Set 2 1801

 

Nº 10 Anverso: NEMO ME IMPUNE LACESSIT MUDIE DIR.(direx) DUBOIS. F.(fecit)  

Reverso: MDCCCI EGYPT. PORTUGAL. SPAIN. FRANCE. BELGIUM. MDCCCXV.                                  

Nemo me impune lacessit (Ninguém me provoca impunemente) / 1801 Egipto. Portugal. Espanha. França. Bélgica. 1815

 

Nº 11 Anverso: FIELD MARSHAL F. DUKE OF YORK WEBB F.(fecit)   

Reverso: PRESENTATION OF COLOURS BY HER MAJESTY 1815. 1802. BRENET F. (fecit) MUDIE D.(direx) (VIRES ACQUIRIT EUNDO)

– Marechal de Campo Duque de York / Apresentação das Cores por sua Majestade 1815.1802 VIRES ACQUIRIT EUNDO (“Reunimos força à medida que avançamos” in: Virgílio – Eneida, Livro 4,175)

 

Nº 12 Anverso: ARTHUR DUKE OF WELLINGTON. BRENET

Reverso: THE ENGLISH ARMY ARRIVES IN THE PENINSULA. J. MUDIE  MDCCCVIII B. N.  

– Artur Duque de Wellington / A armada Inglesa chega à Península 1808

 

Nº 13 Anverso: BATTLE OF VIMIERA AUG XXI MDCCCVIII BARRE F. MUDIE. D.(direx)

Reverso:  THE ENGLISH ARMY ENTERS LISBON SEPT. XI. MDCCCVIII MILLS F.(fecit)                                      

– Batalha do Vimeiro Ago 21 1808 / O exército Inglês entra em Lisboa Set. 12 1808

Anverso: O sucesso da Batalha de Vimiera (Vimeiro) é retratado pelo carro triunfal cheio de parafernália militar e conduzido pela deusa da Vitória.

Reverso: A importante consquência da vitória de Vimeira, foi a ocupação de Lisboa pelos Britânicos, cuja cidade é vista com barcos no Tejo.

in: AN HISTORICAL AND CRITICAL ACCOUNT OF A GRAND SERIES OF NATIONAL MEDALS, p.66

 

Nº 14 Anverso: LIEUT. GENERAL SIR. J. MOORE K.B.  MILLS. F.(fecit)   

Reverso: DEATH OF SIR JOHN MOORE CORUNNA 16 JANUARY 1809. MUDIE D.(direx) COURIGUEER SC.(sculpit)                                        

– Tenente General Sir J. MOORE K.B. / Morte de Sir John Moore Corunha 16 Janeiro 1809

 

Nº 15 Anverso:  ARTHUR DUKE OF WELLINGTON. MUDIE D.(direx) BRENET F.(fecit)   

Reverso: PASSAGE OF THE DOURO 1809 DEBOIS F.(fecit) MUDIE D.(direx)                            

– Artur Duque de Wellington / Passagem do Douro 1809

 

Nº 16 Anverso: ARTHUR DUKE OF WELLINGTON DONNADIO. F.(fecit)   

Reverso: BATTLE OF TALAVERA 1809 LA FITTE MUDIE D.(direx)                                  

– Artur Duque de Wellington / Batalha de Talavera 1809

 

Nº 17 Anverso: FABIUS CUNCTATOR PETIT F.(fecit)   

Reverso: LINES OF TORRES VEDRAS THE ENGLISH ARMY. ON THE TAGUS 1810.1811 MUDIE D. (direx) DUBOIS F.(fecit)

Fabius Cunctator / Linhas de Torres Vedras O exército Inglês no Tejo 1810.1811

 

Nº 18 Anverso:  MARSHAL GEN. LORD BERESFORD  MUDIE. DIR.(direx) WEBB. F.(fecit)

Reverso: BATLE OF ALBUERA XVI. MAY MDCCCXI. MUDIE. D. BRENET. F.(fecit)  

– Marechal General Lord Beresford / Batalha de Albuera 16 Maio 1811

 

Nº 19 Anverso:  LIEUT GEN. SIR T. PICTON. K. B.

Reverso: BADAJOZ APR. VI MDCCCXII MUDIE D.(direx) MILLS F.(fecit)

– Tenente General Sir Thomas Picton K.B. / Badajoz Abril 6 1812

 

Nº 20 Anverso: LIEUT. GENERAL LORD HILL. MILLS F.(fecit) H.

Reverso: ALMARAZ MAY XIX MDCCCXII MUDIE D.(direx) GAYHAKU F.(fecit)

– Tenente General Lord Hill / Almaraz Maio 19 1812 

 

Nº 21 Anverso: JULY XXII MDCCC XII SALAMANCA MUDIE D.(direx)

Reverso: THE BRITISH ARMY ENTERS MADRID AUG: XII. MDCCCXII BRENET F.(fecit)

– Julho 12 1812 Salamanca / O exército Inglês entra em Madrid Agosto 12 1812

 

Nº 22 Anverso: ARTHUR DUKE OF WELLINGTON MILLS F.(fecit) MUDIE D.(direx)

Reverso: BATTLE OF VITTORIA 1813 LEFEVRE MUDIE D.(direx)

– Artur Duque de Wellington / Batalha de Vitória 1813

 

Nº 23 Anverso: ARTHUR DUKE OF WELLINGTON MUDIE D.(direx) BRENET

Reverso: THE ENGLISH ARMY PASS THE PYRENEES MDCCCXIII J. MUDIE

– Artur Duque de Wellington / O exército Inglês passa os Pirinéus 1813

 

Nº 24 Anverso: LIEUT: GENERAL LORD IYNEDOCH MODELED BY P. ROUW. MUDIE DIR.(direx)  

Reverso: S. SEBASTIAN AUG. XXXI MDCCCXIII MUDIE D.(direx) MILLS F.(fecit)  

– Tenente General Lord Lynedoch / San Sebastian. 1813

 

Nº 25 Anverso: ARTHUR DUKE OF WELLINGTON MUDIE D.(direx) BRENET F.(fecit)  

Reverso: ENGLAND PROTECTS THE TOWN OF POMPEI.  CAPITULATION OF PAMPELUNE OCTOBER THE 31 MDCCCXIII MUDIE D.(direx) DROZ F.(fecit)  

– Artur Duque de Wellington / Inglaterra protege a cidade de Pompeia. Capitulação de Pamplona Outubro 31 1813

 

Nº 26 Anverso: BRITANNIA J. MUDIE D.(direx)

Reverso: BATTLE OF TOULOUSE X APRIL MDCCCXIV BRENET F.(fecit) MUDIE

– Britânia / Batalha de Toulouse 10 Abril 1814

 

Nº 27 Anverso: BRITANNIA J. MUDIE D.(direx)

Reverso: THE REPOSE OF HERCULES MDCCCXIII DROZ. F.(fecit) MUDIE D.(direx)

– Britânia / O repouso de Hercules 1814

 

Nº 28 Anverso: GEORGE PRINCE REGENT MDCCCXVI J. MUDIE D.(direx) G. MILLS F.(fecit)   

Reverso: ENGLAND GIVES PEACE TO THE WORLD 1814 DUBOIS F.(fecit) MUDIE D.(direx)

– Jorge Príncipe Regente 1814 / Inglaterra traz a paz ao mundo 1814

 

Nº 29 Anverso: GEORGE PRINCE REGENT MDCCCXVI J. MUDIE D.(direx) G. MILLS F.(fecit)     

Reverso: ARMIS ET CONSILIIS. XXX MAY. MDCCCXIV XX NOVEMBER MDCCCIV (TREATIES OF PARIS) BRENET MUDIE D.(direx)

– Príncipe Jorge Regente 1814 / Armis et Consilis 30 Maio 1814 20 Novembro 1814 (Tratados de Paris)

 

Nº 30 Anverso: BRITANNIA  J. MUDIE D.(direx)

Reverso: VISIST OF THE SOVEREIGNS OF RUSSIA AND PRUSSIA JUNE VI MDCCCXIV (TEMPLVM JANI) BARRE F.(fecit) MUDIE D.(direx)

– Britânia / Visita dos soberanos da Rússia e Prússia Junho 6 1814 (alusão às portas fechadas do templo do deus Janus em Roma)

 

Nº 31 Anverso: H. R. H. DUKE OF CAMBRIDGE WEBB F.(fecit)    

Reverso: THE ENGLISH RE-ENTER HANOVER MDCCCXIV MUDIE D.(direx) BARRE F.(fecit)   

– S.M.R. Duque de Cambridge / Os Ingleses reentram em Hanôver 1814

 

Nº 32 Anverso: XXVI. FEBRUARY MDCCCXV. MUDIE DIREX. (TEMPLVM JANI)

Reverso:  DECLARATION. OF THE CONGRESS OF VIENNA XIII MARCH J. MUDIE D.(direx) DEP. F.(fecit)   

– 26 Fevereiro 1815 / Declaração do Congresso de Viena 13 Março

 

Nº 33 Anverso: MDCCCXV J. MUDIE D.(direx) DE PAULIS. F.(fecit)   

Reverso: THE ENGLISH ARMY UPON SCHELD. MUDIE D.(direx)

– 1815 / A armada inglesa no rio Scheld

 

Nº 34 Anverso: HENRY WILLIAM MARQUIS OF ANGLESEY MILLS F.(fecit) C.

Reverso: CHARGE OF THE BRITISH AT WATERLOO JUNE XVIII. MDCCCXV J. MUDIE D.(direx) DEPAULIS F.(fecit)         

– Henry Williams Marquês de Anglesey / Carga dos britânicos em Waterloo Junho 18 1815

 

Nº 35 Anverso:  ARTHUR DUKE OF WELLINGTON. BRENET

Reverso: WATERLOO JUNE XVIII MDCCCXV. (F.tes DE ONOR/ SALAMANCA/ BUSACO/ VITTORIA/ TALAVERA PAMPELUNA/ OPORTO/ ORTHE/ VIMEIRA/ TOULOUSE) J. MUDIE

– Artur Duque de Wellington / Waterloo Junho 18 1815 (Fontes de Onor/Salamanca/Bussaco/Vitória/Talavera Pamplona/Porto/Orthe/Vimeiro/Toulouse)

Anverso: Cabeça de Sua Graça o Duque de Wellington, por Brenet

Reverso: Uma larga coroa de louros, onde estão entrelaçados os nomes das principais vitórias obtidas na Península e em frança. No centro inscreve-se o nome da vitória final sobre Bonaparte, com a sua data, e acima estão mãos dadas, emblema do encontro e cooperação dos grandes feitos dos Generais Aliados.

in: AN HISTORICAL AND CRITICAL ACCOUNT OF A GRAND SERIES OF NATIONAL MEDALS, p.139

 

Nº 36 Anverso: ARTHUR DUKE OF WELLINGTON. BRENET

Reverso: COLONADE OF THE LOUVRE THE ENGLISH ARMY ENTERS PARIS THE VII OF JULY MDCCCXV

– O Duque de Wellington / Colunata do Louvre Tropas Inglesas entram em Paris 7 Julho 1815

 

Nº 37 Anverso: NAPOLEON BONAPARTE MUDIE DIR. (direx) WEBB F.(fecit)    

Reverso: SURRENDERED TO H. B. M. S. BELLEROPHON CAP.t MARRLAND. XV. JULY MDCCCXV BRENET F.(fecit) MUDIE D.(direx)

– Napoleão Bonaparte / Rendição ao Capitão Marraland do navio H. B. M. S. Bellerophon 15 Julho 1815

 

Nº 38 Anverso: NAPOLEON BONAPARTE MUDIE D.(direx) WEBB F.(fecit)    

Reverso:  NAPOLEON AT St. HELENA MUDIE D.(direx) MILLS F.(fecit)   

– Napoleão Bonaparte / Napoleão na ilha de St. Helena 1815

 

Nº 39 Anverso: ADMIRAL LORD EXMOUTH LOUIS BR. F.(fecit) MUDIE D.(direx)

Reverso: ALGERS AUGUST 18 1816 J. MUDIE D.(direx) GERARD S(culpt)

– Almirante Lord Exmouth / Argel Agosto 18 1816

 

Nº 40 Anverso:  MDCCCXVII ENGLAND GIVES A CONSTITUTION TO

Reverso: THE IONIAN ISLANDS MUDIE D.(direx) DEPAULIS F.(fecit)

– 1817 Inglaterra atribui uma Constituição / Ilhas Ionianas (Jónicas)

 

Os artistas – medalhistas:

Medalhista é a designação aplicada ao gravador de medalhas ou à pessoa que se dedica ao estudo das medalhas. No caso das medalhas de J. Mudie, este contratou para o seu ambicioso projeto os mais famosos medalhistas ingleses, todos nascidos entre os finais do século XVIII e inícios do séc. XIX, como William Wyon, George Mills e Thomas Webb e franceses como Nicolas Brenet, Jean-Pierre Droz, Louis La Fitte ou J.J. Barre, entre outros escultores, gravadores e pintores.

Curiosamente, parte destes artistas franceses como Barre ou Brenet esteve, uns anos antes, envolvida na cunhagem de uma série, também famosa, de medalhas comemorativas dos feitos de Napoleão Bonaparte. (http://www.pauljbosco.com/napoleon.htm)

Os autores das medalhas são apresentados por ordem alfabética:

BARRE – Jean-Jacques Barre (1793-1855), escultor francês que desempenhou o cargo de gravador geral da Casa da Moeda de Paris entre 1842 e 1855;

BRENET – Nicholas-Guy-Antoine Brenet (1773-1846), medalhista francês, filho do pintor Nicolas-Guy Brenet;

COURIGUEER – Joseph-Anton Couriguer (Courigeer) (1750-1830), ourives e medalhista de origem suíça, a trabalhar em Paris;        

DEPAULIS – Alexis-Joseph Depaulis (1792-1867), gravador e medalhista francês;

DONNADIO – Angelo Donadio (Donnadio) (act.1803-1822), medalhista nascido na segunda metade do século XVIII em Alexandria, a trabalhar em Paris a partir de 1815;

DROZ – Jean-Pierre Droz (1746-1823), gravador de moedas e medalhas nascido na Suíça mas formado em Paris. Conhecido por ser o autor da moeda de Napoleão na Casa da Moeda de Paris. Foi contratado pelo famoso fabricante Matthew Boulton para melhorar a qualidade das suas moedas na Soho Mint;

DUBOIS – Étienne-Jacques Dubois, escultor francês da primeira metade do século XIX, em 1809 obteve o segundo lugar no Grande Prémio de Roma para medalhistas;

DUPRES – Augustin Dupré (1748-1833), gravador de moedas e medalhas francês, 14º Gravador Geral de Moeda; 

DEPAULIS – Alexis-Joseph Depaulis (1792-1867), escultor e medalhista francês;

GAYHAKU – Jacques-Édouard Gatteaux (1788-1881), escultor e medalhista francês, formado pelo seu pai, o também medalhista Nicolas-Marie Gatteaux e por Jean-Guillaume Moitte;

GERARD – Jean-Ignace-Isidore Gérard “Grandville” (1803-1847), ilustrador francês famoso pelas caricaturas, nomeadamente de cariz político;

LA FITTE – Louis Lafitte (1770-1828), medalhista, pintor, ilustrador e muralista francês;

LOUIS BR. – Louis Brenet (1798-?), medalhista francês;

MILLS – George Mills (1792/93-1824), escultor inglês, gravador e medalhista. Expôs na Real Academia de Artes de 1816 a 1823 tendo ganho três medalhas de ouro da Real Sociedade de Artes. Produziu diversas moedas para a Casa da Moeda de Soho em Birmingham;

ROUW – Peter Rouw (1771-1852), escultor inglês especializado em baixos-relevos em mármore e retratos miniatura em cera. Desenhou medalhas e expôs na Real Academia de Artes;

PETIT – Louis-Michel Petit (1791-1844), medalhista francês ;

WEBB – Thomas Webb (1797-1822), gravador de moedas e medalhas inglês, membro da Real Sociedade de Artistas de Birmingham;

WYON – William Wynon R.A.(Royal Academy) (1795-1851), medalhista inglês nascido em Birmingham, gravador chefe na Real Casa da Moeda de 1828 até à morte.

 

Apresentação:

A caixa que contém a série, simula um livro sendo forrada a couro vermelho gravado a ouro. Na capa ostenta ao centro, as armas do rei Jorge III com as divisas: “Honni soit qui mal y pense” e “Dieu et mon droit“, bem como o título: NATIONAL MEDALS, envolto por cercadura dupla de elaborado padrão. Na lombada repete-se o título: “Series of Medals on British Victories“.

Dentro da caixa, dois tabuleiros, removíveis, em veludo creme, apresentam 20 medalhas cada, dispostas em quatro filas de cinco medalhas. Cada compartimento, numerado de 1 a 40, tem um fitilho de seda utilizado para levantar a moeda (no conjunto da Casa-Museu, alguns destes fitilhos estão danificados).

A série é acompanhada por uma publicação encadernada, com 151 páginas, na qual se descrevem brevemente as situações da história de Inglaterra representadas em cada medalha e a descrição do significado alegórico das suas representações, tendo ainda uma lista de subscritores no início e no final desenhos da frente e verso das medalhas. Pela listagem de compradores, agora makis completa, da qual constam 261 nomes, alguns encomendando várias séries (provavelmente para negócio), podemos constatar o grande sucesso desta iniciativa.

O livro, dedicado ao rei Jorge IV, foi publicado em 1820, sob direção de James Mudie, por Henry Colburn, and Co., Conduit Street, Londres, com o título: AN HISTORICAL AND CRITICAL ACCOUNT OF A GRAND SERIES OF NATIONAL MEDALS.

O exemplar da Casa-Museu apresenta uma vinheta referente ao livreiro especialista em numismática onde terá sido adquirido: “L.S.FORRER LTD. Numismatic Booksellers, 175 Picadilly, London. W1”:

Agradecido com o alto patrocínio de Sua Majestade o rei Jorge IV para o seu projeto a solo, Mudie dedica a publicação ao monarca, gabando a atuação das Forças Armadas contra o grande inimigo (Napoleão Bonaparte) durante o seu governo que acabou com a sua rendição e derrota e a importância da série de medalhas:

“To His Most Excellent Majesty

George the Fourth

Sire,

Under your Majesty’s auspicious Government the British arms achieved a succession of Victories over the most powerful enemy with whom the country ever contended. These victories terminated in his surrender and downfall. A series, of Medals, important in design and execution, transmitting the record of such momentous and glorious successes to Posterity, wanted only the gracious sanction of your Majesty’s encouragement and protection, to give them their due value in the estimation of the British People. This honor, conferred upon the only private individual who has ventured upon so important and national an undertaking, your Majesty has graciously and spontaneously been pleased to afford.

Duly sensible of his gracious condescension, I beg leave to offer to your Majesty the grateful homage of Your Majesty’s Dutiful and devoted Subject.

JAMES MUDIE London, August 15, 1820.”

Na contra capa do livro existe um ex-libris, provavelmente de um antigo proprietário, com nome e mote de origem desconhecida: “John Mann – Homo Sum” (proveniente da máxima em latim: “Homo sum et nihil humani a me alienum” que significa: Sou homem e nada do que é humano me é estranho).

O livro, muito raro hoje em dia, foi republicado pela Editora Naval e do Exército.

 

A Casa-Museu possui ainda dois folhetos (diferentes) de propaganda, não datados mas impressos à data do lançamento da série (1820): “Prospectus of a Grand Series of Forty Medals commemorating British Victories”. Nos folhetos, para além de uma nota introdutória laudatória da iniciativa: “…will deliver down to their posterity to remote ages, and in the most lasting of materials, an elegant and energetic record of so glorious a feature of its character.”, indicam-se os preços e locais de compra da série em todo o país, dando-se nota da futura publicação de um relato crítico a acompanhar a última série e apresentando ainda uma primeira lista de 70 subscritores, entre eles a rainha e diversos membros da aristocracia inglesa, nomeadamente alguns dos militares figurados nas medalhas como o General Wellington ou o Marquês de Anglesey.

   

Proveniência

Não existe qualquer documentação de compra deste conjunto por parte de Medeiros e Almeida, porém, na lista de subscritores (constante da publicação) referem-se os nomes de três compradores com o apelido Campbell:

  • “Colonel Sir C. Campbell” – trata-se do oficial britânico Colin Campbell (1776-1847) que foi ajuda de campo do general Wellington, tendo participado em 1808 na batalha do Vimeiro;
  • “Campbell, Lieut. Gen. Duncan, 3 sets” – Tenente General Duncan Campbell de Lochnell (1763-1837), militar escocês, sem descendência direta;
  • “Campbell, A. Esq. 2 sets” (informação biográfica desconhecida)

Medeiros e Almeida tinha uma grande relação de amizade com o inglês Sir Ronald Hugh Campbell GCMG (1883-1953), diplomata britânico que ocupou o cargo de embaixador de Inglaterra em Portugal de Novembro de 1940 até Julho de 1945. É pois plausível admitir a hipótese de este ser descendente (direto ou indireto) de algum destes indivíduos e que, como tal, tenha herdado o conjunto. Poderá também ter adquirido a série.

Ronald Campbell e a mulher, Lady Helen Graham (c.1890-1949), eram visita frequente do casal Medeiros e Almeida, mesmo após a reforma do diplomata, passando os verões na casa da Mouzinho da Silveira. É provável que este tenha oferecido o conjunto ao amigo.

Pode igualmente tratar-se de uma coincidência que existam subscritores de apelido Campbell e de que estes não se relacionem com a existência das medalhas na coleção, tendo Medeiros e Almeida simplesmente adquirido o conjunto nalgum leilão ou antiquário em Inglaterra.

 

NOTA: A Casa-Museu agradece a colaboração de Frédéric Bardoux (Responsable des Jeunes Mécènes des Bernardins au Collège des Bernardins, Paris) que chamou a atenção para a excelência deste conjunto.

 

Maria de Lima Mayer

Casa-Museu Medeiros e Almeida

 

NOTA: A investigação é um trabalho permanentemente em curso. Caso tenha alguma informação ou queira colocar alguma questão a propósito deste texto, por favor contacte-nos através do correio eletrónico: info@casa-museumedeirosealmeida.pt

 

Webgrafia

Mudies Medal Set – http://www.historicalmedals.com/index.htmhttp://www.historicalmedals.com/mudie.htm

Naval Military Press – www.naval-military-press.com

Sir Edward Thomason – https://www.925-1000.com/a_Thomason.html

Leonard Forrer, Biographical Dictionary of Medallists, 1904 (vol. 1 [A-D]) –  https://archive.org/stream/ForrerVol1/ForrerVol1_djvu.txt

Artista

Vários, direção: James Mudie (1779-1852)

Ano

1820

País

Birmingham, Inglaterra

Materiais

Prata

Dimensões

Diâm. 41 mm.

Categoria
Destaque