História da Medicina – Os Árabes (estudo), 1905

História da Medicina – Os Árabes (estudo), 1905

Estudo feito para as pinturas da Escola de Medicina do Campo de Santana; evocação das grandes figuras da medicina da Escola de Córdova.

 

Tendo a Idade Média sido uma época particularmente perturbada com conflitos e querelas regionais, pouco preocupada com a ciência, coube à florescente civilização islâmica o papel de preservação e posterior reintrodução, no velho continente, de uma acrescida e melhorada cultura greco-romana. Isto é, a partir do século IX até à Renascença quase todos os médicos de renome são mulçumanos.
Da esquerda para a direita:

 

– Abulcasis, de seu nome Abul Kasim al-Zaharawi (930-1013), impõe-se como um hábil cirurgião, analisa e classifica as fracturas, ensina a tratar feridas, preconiza a laqueação de vasos com fios e aprefeiçoa os instrumentos. Escreveu um tratado.
– Avenzoar, Abu Marwan ibn Zuhr (1091-1162), o mais célebre médico do Islão ocidental. O seu livro é um dos mais importantes de toda a história da medicina árabe.
– Maimónides, Musa ibn Maimum (1135-1204), nasceu em Córdova, mas seguidor da religião hebraica teve de se refugiar no Cairo, junto do sultão Saladino. Rabino e médico deixa uma extensa obra de teologia, filosofia e medicina.

Artista

José Veloso Salgado (1864-1945)

Ano

1905

País

Portugal

Materiais

Óleo e carvão sobre tela

Categoria
Pintura Portuguesa