Relógio de Noite, 1670-1685

Relógio de Noite, 1670-1685

Relógio de Noite

Edward East (1602-1697)

Londres, c.1670-1685

Ébano, bronze dourado, latão, metal e vidro

Alt. 84 cm x Comp. 39,5 cm x Larg. 23,5 cm

Relógio de noite inglês, de mesa, inserido em caixa de ébano rectangular, decorada com frisos de tremidos, encimada por frontão de lanços interrompidos por pedestal ao centro, encimado por animal imaginário em bronze dourado (um leão sentado com pequenas asas e peito), provavelmente relacionado com a família encomendante do relógio original. O mostrador é rectangular em latão pintado, sendo protegido por porta envidraçada, a nível decorativo, apresenta representação classicizante de uma mansão com jardim, onde figuras se passeiam por entre ciprestes e estátuas. A parte inferior da caixa tem a frente em vidro, revelando um espaço que poderia ser originalmente destinado ao movimento do pêndulo ou a um carrilhão de música colocado através de uma pequena porta lateral, inserida no lado direito. Neste espaço situa-se uma lamparina de azeite que servia para, à noite, iluminar por trás os números do mostrador, permitindo a leitura das horas.

 

O mostrador apresenta uma abertura vazada em meio arco onde se indicam as horas; os 60 minutos são assinalados por pequenos recortes no rebordo superior do arco, enquanto os números romanos I, II e III, também vazados no metal por cima do arco, marcam o quarto, a meia e os três quartos de hora. Existe ainda, a indicação de meios quartos de hora assinalados por uma pequena abertura em forma de gota entre os números romanos. A indicação das horas é fornecida por pequenos discos circulares com numeração árabe (1 a 12), colocados numa corrente por trás do mostrador, que vão percorrendo o meio arco, iniciando o seu percurso no lado esquerdo. A indicação da hora surge no lado esquerdo do arco rodando para a direita (no sentido dos ponteiros de um relógio) até completar os sessenta minutos. As horas, os quartos e os orifícios que indicam os meios quartos deveriam ser visíveis de noite quando iluminados pela luz da candeia de azeite alojada no interior da caixa. Atualmente esta função é conseguida através de uma lâmpada elétrica colocada atrás do mecanismo.

 

O mecanismo, em latão e aço é assinado na platina traseira: Eduardus East Londini (forma latinizada para Edward East de Londres) tem duas rodagens accionadas por mola real com sistema de fuso, escape de tic-tac e pêndulo de pré-suspensão. O controlo das badaladas é feito por roda contadora de horas. Toque de horas em campainha de campanil. Tem autonomia de uma semana.

Proveniência

Após existência desconhecida durante os séculos XVII a XIX, o relógio pertenceu à colecção do antiquário e relojoeiro James Oakes Esq. (à época com loja em Duke Street, 6, St. James’s), Londres, tendo sido anunciada a sua venda na revista “The Connoisseur” de Março de 1949;

O paradeiro do relógio é desconhecido até ter sido adquirido na leiloeira Christie’s, Londres, de 8 de Novembro de 1972 (lote 75), pelo antiquário Wolf (Lopo) Steinhardt (Beco da Bicha, 3) de Lisboa, agindo enquanto intermediário de Medeiros e Almeida, pela considerável quantia de 9.500 guinéus (1 Guinéu = c. 1£ 5 pence / 21 Xelins).

 Texto completo em: http://www.casa-museumedeirosealmeida.pt/pecas/relogio-da-noite/

Artista

Edward East (1602-1697)

Ano

1670

País

Inglaterra, Londres

Materiais

Ébano, bronze dourado, latão, metal e vidro.

Dimensões

Alt. 84 cm. x Comp. 39,5 cm. x Larg. 23,5 cm.

Categoria
Relógios Ingleses