TIME TO ACT – Performance

Suspended Feature

Mel O’Callaghan

Performance – TIME TO ACT,  Mel O’Callaghan

 

Inauguração: 27 de Setembro 2014
Encerramento: 30 de Outubro 2014

 

“A Casa-Museu Medeiros e Almeida é um museu único que, a par da coleção reunida por António Medeiros e Almeida 81895-1986) durante a sua vida e exposta na casa onde morou no centro de Lisboa, também acolhe exposições de arte contemporânea. “Time to Act” é um ato em duas partes. Na noite da inauguração um grupo de performers entrará en masse, habitará e interagirá com a coleção. Este ato performativo será capturado pelas câmaras CCTV do museu e será mostrado numa projeção na sala de exposições temporárias. A gravação de CCTV da performance e das reações dos espectadores será projetada durante toda a exposição.

 

A performance e a sua visualização ao vivo lembram uma sublimação encenada onde o impulso inaceitável de tocar o intocável é transformado numa ação socialmente aceitável. Os performers, ao habitar e usar o museu e a sua coleção foram “autorizados” a reativar o que até agora tinha sido desclassificado. O público, ao ver as imagens de CCTV, é também “autorizado” a entrar no museu através da mediação da transmissão ao vivo. O efeito resultante de “Time to Act” pode potencialmente resultar numa conversão a longo prazo do impulso em comportamento aceitável.”

 

Mel O’Callaghan

 

Conheça o projeto

 

A inauguração foi assim…

Biografia:

 

Mel O’Callaghan nasceu em Sydney, Austrália (1975). Vive em Sydney e Paris.

 

Licenciou-se em Artes Visuais (1998) e Arquitetura (2001) na Universidade de Sydney. Em 2011 recebeu o Mestrado de Investigação em Artes Visuais, no College of Fine Arts COFA, na Universidade de NSW, Sydney, Austrália.

 

Em 2013 é nomeada para participar na 19ª Bienal de Sydney (2014), com curadoria de Juliana Engberg, na qual apresenta a performance-instalação “PARADE”.

 

Apresenta a sua primeira exposição individual em Sydney em 1996. Em 2003 integra as Galerias Sherman, Sydney, Austrália, e desde então então, viajou, viveu em Berlim, Alemanha, para em 2005 integrar a Galeria

 

Schleicher+Lange em Paris, onde abre o seu atelier.

 

Tendo recebido ao longo da sua carreira algumas das bolsas e prémios australianos mais importantes, já encontrou também reconhecimento importante pelos críticos e instituições europeus. Já expôs individualmente num dos museus mais importantes da Austrália, The Art Gallery of New South Wales, Sydney (2002), e já foi representada por galerias australianas reconhecidas, como a Sherman Gallery e Grantpirrie.

 

Em 2007 participou na Hamsterwheel exposição, comissariada por Franz West, no Centre d’Art Santa Monica CASM, Barcelona, Espanha, e no Printemps De Septembre, Les Jacobins, Toulouse, França. Expôs em 2012 no ACCA, participando na exposição colectiva Desire Lines, comissariada por Juliana Engberg. A artista recebeu o New Work Recipient Grant in Established Artist Category, do Australia Council For The Arts (2006), e foi finalista do National Sculpture Prize da National Gallery of Australia, Canberra (2005). Foi lhe atribuído duas vezes um Prémio Helen Lemprière, em 2005 (National Sculpture Prize), e em 2001 (Travelling Art Award).

Local

Sala de Exposições Temporárias

Data

27/09/2014 - 25/10/2014

Horário

13:00 - 17:30

Preço

Entrada Livre

Categoria
Exposições Temporárias