Casa-Museu Medeiros e Almeida

Pesquisa

RENATO LEAL - NAZARENO RODRIGUES ALVES

» Exposição Temporária
Dois artista brasileiros
: 2017-05-09 13:00:00 — 2017-06-17 17:30:00
Sala de exposições temporárias / Salas do Museu

RENATO LEAL - NAZARENO RODRIGUES ALVES

 

Renato Leal: "Do Cubo ao Quadrado. Simetrias Imperfeitas"

10 Maio - 30 Maio / Sala de exposições temporárias

 

 

Nazareno Rodrigues Alves: "Todo o Tempo o Tempo Todo"

10 Maio / 17 Junho - Salas da Casa-Museu

 

Curadoria: Fátima Lambert

 

 

INAUGURAÇÃO: 9 Maio 19h/22h

  

RENATO LEAL 

 

Sobre a exposição 

 

Biografia:

- Graduação: 1993 a 1998, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Católica de Santos, Santos-SP, Brasil.

A arquitetura da Casa Museu e sua geometria me serviram de inspiração para as obras propostas para esta exposição. Pretendo abordar a geometria do quadrado/cubo e suas possibilidades estéticas, por meio de um desenvolvimento matemático. Algumas das obras propostas são formadas pelo acúmulo de quadrados e a sua relação com o espaço. Em outras, quadrados são formados por outras formas geométricas. Em todas, corpos estáticos propondo ações visuais, como expansão, compactação, movimento, e outras.

 

NAZARENO RODRIGUES ALVES

 

Sobre a exposição

 

Biografia:

- São Paulo SP 1967. Desenhista, escultor e artista multimídia. Nascido em São Paulo, Brasil.

Nazareno trabalha com situações lúdicas, que abarcam os receios e os encantamentos das relações humanas. Ao apresentar suas produções em miniatura, o artista relaciona a sua obra com questões ligadas à infância, ao jogo, à memória, à impossibilidade e ao tempo. Como em 4, 3, 2, 1...Você Perdeu (1998) - instalação composta de pequenas cadeiras de prata, constituindo quatro estágios da "dança das cadeiras". Nesta brincadeira popular, há sempre um participante a mais em relação ao número de cadeiras. Sucessivamente, vão sendo eliminados os jogadores que não conseguem sentar, até que reste apenas um, o vencedor. Entretanto, no trabalho proposto pelo artista, não existe vencedor. A cadeira que restou está encostada à parede, e não pode ser ocupada.

O desenho, que ganha maior importância para o artista em 2002, reflete um momento mais afastado da infância. Agora, os jogos propostos envolvem relações de competitividade em outro âmbito - que pode ser compreendido como mais adulto. Essas relações estão inscritas em trabalhos como As Indefiníveis Especulações (2003) - figuração, por meio do desenho, de uma caixa aberta que guarda outra caixa, também aberta. E em Como Fazer para Impressionar os Inimigos (2003), série de cinco desenhos que retratam, em sequência, um esquema de como fazer malabarismo com bolas. Ambos são realizados em nanquim.

 

siga-nos no facebook
 
 
 

 

© 2017. Todos os direitos reservados